Após Audiência de Custódia, ex-assessor presidencial continua detido

Após Audiência de Custódia, ex-assessor presidencial continua detido

Após audiência de custódia realizada nesta sexta-feira (9), o ex-assessor da Presidência da República, Filipe Martins, permanece na prisão. Ele foi detido preventivamente durante a operação Tempus Veritatis da Polícia Federal, que investiga a tentativa de golpe de Estado e invalidação das eleições de 2022, vencidas por Luiz Inácio Lula da Silva.

Martins é um dos quatro alvos da operação com mandado de prisão preventiva decretado pelo ministro relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. Além dele, foram presos Rafael Martins, coronel das Forças Especiais do Exército; Marcelo Câmara, coronel do Exército e ex-assessor da Presidência; e o coronel Bernardo Romão Corrêa Netto, que estava nos Estados Unidos em missão, mas providências foram tomadas para seu retorno ao Brasil pelo Exército.

O presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, também foi preso durante a operação. Costa Neto, alvo apenas de mandado de busca e apreensão, acabou detido pela posse de uma arma de fogo ilegal e uma pepita de ouro de origem suspeita.

O STF agendou audiências de custódia para todos os quatro presos nesta sexta-feira, porém, ainda não foram divulgados os resultados das outras três audiências.